Iceflu

IGREJA DA FLORESTA


Uma obra que vence desafios na floresta Amazônica, transportando toneladas de equipamentos e materiais para uma região remota, dentro do território mais rico em biodiversidade do planeta.


Todos podem contribuir nesta fase final da obra, realizando doações para a seguinte conta:



Banco Bradesco

Agencia 0504

Conta corrente 51390-3

Igreja do Culto Ecletico da Fluente Luz Universal

CNPJ: 04.814.183.0001-30

A missão da ICEFLU é preservar e expandir a doutrina do Santo Daime, seguindo o sonho comunitário e ecológico do Padrinho Sebastião Mota de Melo.

A ICEFLU é a representante do seguimento institucional do movimento espiritualista fundado em 1974 pelo caboclo da floresta, conhecido como Padrinho Sebastião.

A espiritualidade baseada na natureza e a busca por uma vida em comunidade são partes centrais da ICEFLU, que apoia e realiza projetos sociais e ambientais em diversas áreas, além de garantir o feitio e abastecimento do sacramento por todo o país.

A matriz fica na Vila Céu do Mapiá, Floresta Nacional do Purus, dentro da Amazônia brasileira.



São mais de 50 comunidades espalhadas pelo Brasil, além de comunidades e centros espalhados por 35 países.


2020 será muito importante para toda irmandade do Santo Daime.


Inauguração da nova Igreja da Floresta e a preparação da Vila Ceú do Mapiá para receber toda a irmandade nas datas comemorativas do centenário do Padrinho Sebastião, dos 95 anos da Madrinha Rita e dos 70 anos do Padrinho Alfredo.

CENTENÁRIO

DO PADRINHO

Em 2020 será comemorado o centenário de Sebastião Mota de Melo. Ele nasceu no Riozinho Liberdade, em 1920, entre os estados do Acre e do Amazonas. Começou sua carreira de curador e rezador nos ermos do Vale do Juruá. Foi discípulo do Mestre Irineu e recebeu a missão de expandir o Daime pelo mundo. Fundou em 1983 a comunidade do Céu do Mapiá, onde hoje vivem mais de 600 pessoas à luz da doutrina do Santo Daime, no coração da Floresta Amazônica.

70 ANOS DO PADRINHO ALFREDO

Em Janeiro de 2020, comemoramos os 70 anos do Padrinho Alfredo Gregório de Melo. Ele nasceu no Seringal Monte Lígia em 1950 e desde sempre acompanhou os passos materiais e espirituais do pai Sebastião Mota e da mãe, Madrinha Rita. Hoje é o líder espiritual da doutrina, conduzindo o Santo Daime ao redor do mundo. Viva nosso Presidente! (confira algumas fotos tiradas por Rafael Oliveira)

ANIVERSÁRIO DA MADRINHA RITA

Em 2020 também comemoramos os 95 anos de vida da Madrinha Rita Gregório, matriarca da doutrina e da vila Céu do Mapiá. Ela nasceu em 25 de junho de 1925 no Estado do Rio Grande do Norte. Casou-se com Padrinho Sebastião no final dos anos 40. Ainda no Juruá, nasceram os primeiros filhos: Valdete e Alfredo. Madrinha Rita, com sua alegria e leveza, continua a frente da missão espiritual levantada por Padrinho Sebastião.


BIOGRAFIAS


Padrinho Valdete - Valdete Mota de Melo nasceu em 1947, no Seringal Adélia, no vale do Rio Juruá (AM). Filho mais velho do Padrinho Sebastião e da Madrinha Rita, sempre foi um ativo colaborador do pai, dotado de grande energia e capacidade de trabalho. Juntamente com seu irmão Alfredo foi presença constante em todos os momentos mais significativos da história da comunidade.

Madrinha Júlia - Nasceu em Açu, no Rio Grande do Norte, em 1933. É irmã mais nova da Madrinha Rita Gregório. Acompanhou o Padrinho Sebastião durante sete anos no Juruá, Amazonas, de onde seguiu para a Colônia Cinco Mil, no Acre. Hoje, Madrinha Júlia vive na Vila Céu do Mapiá e é uma das zeladoras e responsável pela Oração e pelos trabalhos da Igreja. Batalhadora incansável da pontualidade e da disciplina nos trabalhos espirituais, é sempre a primeira a chegar e abrir os trabalhos nas datas oficiais. É responsável pela padronização e acatamento das normas rituais da Doutrina.

Vô Nel – Nascido em 06 de setembro de 1928, Manoel Gregório da Silva é irmão da Madrinha Rita. Foi o primeiro morador da Colônia Cinco Mil, onde recebeu a família do Padrinho Sebastião, recém chegada do Juruá. Vô Nel fez a passagem para o plano espiritual em 2018, deixando um legado de amor e de diversos ensinamentos para a comunidade.


MESTRE IRINEU


Raimundo Irineu Serra é um maranhense nascido em 1890, na cidade de São Vicente Férrer. Hoje é conhecido no mundo inteiro como o fundador do Daime e representante maior de um império espiritual chamado Império Juramidam. O Daime aconteceu a partir do contato do Mestre com indígenas do Peru e com um chá desconhecido feito de cipó, folha e água, recebendo, posteriormente, a revelação de uma doutrina brasileira, cristã, musical e ecumênica, enviada diretamente pela Virgem da Conceição, a Rainha da Floresta. O Daime começa em Rio Branco, no Acre, em 1930, e hoje é seguido em diversas partes do Brasil e do mundo, desde a expansão levantada com o Santo Daime do Padrinho Sebastião, em missão dada pelo próprio Mestre Irineu.


O SANTO DAIME


O Santo Daime é o nome dado pela ICEFLU à bebida sagrada de uso milenar dos povos indígenas, também denominada de “Daime”, “Ayahuasca”ou “Oasca”. Um chá enteógeno, usado como sacramento em cerimônias religiosas, onde os participantes meditam, cantam e bailam ao som dos hinos em louvor ao Criador e aos seres divinos. Doutrina cristã, baseada na revelação da Rainha da Floresta recebida pelo Mestre Raimundo Irineu Serra, no início do século XX.


CIÊNCIA


Sua capacidade de expansão da consciência tem sido objeto de muitos estudos e pesquisas interdisciplinares, assim como suas propriedades profiláticas e terapêuticas, constituindo-se, portanto, em um instrumento valioso para o autoconhecimento. A ICEFLU preconiza e pratica o uso religioso do Santo Daime, que se encontra amparado nas regulamentações vigentes do CONAD


A MENSAGEM


“O nosso sentido comunitário é fruto do verdadeiro trabalho espiritual de Sebastião Mota de Melo, do seu projeto de vida que dimensiona a Amazônia como um lugar que irá receber muita gente que busca uma vida sem ambição e com compreensão espiritual, uma vida educada e separada de muitas ilusões. Uma vida que escute a voz de quem domina a natureza, domina a terra e domina a geração que vai se adequar ao sistema do terceiro milênio. A ponte para esse estado de consciência é o melhoramento e a expansão que já está acontecendo. O chamado está sendo feito, a floresta está aqui, temos que saber viver nela e plantar para que não nos falte nada. Sem dúvida, falta um melhoramento para se chegar dentro do equilíbrio da própria natureza, que tudo sustenta e faz brotar”

Padrinho Alfredo


ICEFLU


Sob presidência do Padrinho Alfredo, a ICEFLU é a instituição religiosa que segue a linha do seu patrono Padrinho Sebastião Mota de Melo. Agora com escritório em São Paulo, a secretaria da Igreja organiza o movimento associativo e assegura um bom fluxo no funcionamento institucional da entidade, orienta os grupos filiados e os núcleos em constituição dentro do modelo do Padrinho Sebastião. Desde o começo de 2018 passa por um processo de organização e preparação para as comemorações de 2020, atuando também na frente da construção da nova igreja no Céu do Mapiá. Em breve a secretaria vai lançar uma nova campanha de associação institucional, buscando uma vida comunitária, como sonha nosso padrinho.


JURUÁ


O rio Juruá está inserido na grande região das nascentes dos rios da Bacia Amazônica, reconhecida como a de maior diversidade biológica do planeta. É uma área extensa que se inicia nos Andes e vai até o Baixo Amazonas. Em meados da década de 90, Padrinho Alfredo começou a reunir parentes e agregados dispersos ao longo do Rio Juruá e fundou Vila Ecológica Céu dos Estorrões, com uma nova proposta de vida comunitária para as antigas colocações, tanto às localizadas na beira do rio quanto às do interior.

IGREJA DA FLORESTA

Um Projeto Profissional de Arquitetura e Arte


  • Capacidade para receber mais de 2 mil pessoas

  • 5.700 metros quadrados de construção

  • 21 metros de altura

  • Tecnologia Térmica para o conforto de todos

  • Sistema Acústico para otimização dos Hinários

O Legado


  • Reestruturação da Vila

  • Manejo florestal

  • Reforma no túmulo do Padrinho Sebastião

  • Infraestrutura ao entorno da igreja

  • Reformas na Cozinha Geral

  • Obras na Escola Cruzeiro do Céu

  • 43 km de estrada aberta até a fazenda

  • Adequação de pousadas para receber melhor um maior número de visitantes

  • Ativação de diversos programas e projetos socioambientais, arte, educação e saúde

A Vila Céu do Mapiá, fundada em 1983, está situada nas cabeceiras do igarapé Mapiá, a 30 km do Rio Purus, numa das áreas mais preservadas da Amazônia Ocidental brasileira. Acessível apenas por meio fluvial descendo o Rio Purus e depois subindo o igarapé Mapiá por, no mínimo, seis horas. Em 1990, com a aprovação da comunidade, o governo brasileiro criou a Floresta Nacional Purus, numa área de 250 mil hectares. A harmonia com o meio ambiente, preservando a floresta e sua biodiversidade sempre foi o objetivo de Sebastião Mota de Melo, o Padrinho Sebastião.Seu filho e herdeiro no comando da comunidade, Alfredo Gregório de Melo, manteve a mesma atitude e crença no progresso do povoado, com preservação ambiental e amor à floresta, levando esse comportamento a outras regiões do Amazonas, como a da Fazenda Manoel Gregório e a região do médio Juruá, buscando sempre renovar na população a autoestima e a conscientização ecológica. O trabalho espiritual com o Santo Daime, somado às atividades socioambientais da comunidade, vem cada vez mais atraindo pessoas do Brasil e do mundo, num fluxo quase constante. A Vila do Céu do Mapiá também atrai pesquisadores e curiosos em busca da oportunidade de conhecer e estudar um lugar tão especial no meio da Floresta Amazônica.

Seu filho e herdeiro no comando da comunidade, Alfredo Gregório de Melo, manteve a mesma atitude e crença no progresso do povoado, com preservação ambiental e amor à floresta, levando esse comportamento a outras regiões do Amazonas, como a da Fazenda Manoel Gregório e a região do médio Juruá, buscando sempre renovar na população a autoestima e a conscientização ecológica. O trabalho espiritual com o Santo Daime, somado às atividades socioambientais da comunidade, vem cada vez mais atraindo pessoas do Brasil e do mundo, num fluxo quase constante. A Vila do Céu do Mapiá também atrai pesquisadores e curiosos em busca da oportunidade de conhecer e estudar um lugar tão especial no meio da Floresta Amazônica.

A Associação dos Moradores da Vila Céu do Mapiá é o centro administrativo da comunidade, funcionando como representante legal dos mais de 600 moradores que hoje habitam o Céu do Mapiá. Possui um organograma executivo, com presidente, secretários e conselheiros, que atuam em diversas frentes sociais, buscando sempre a igualdade, a fraternidade e o sentido comunitário tanto cativado por Padrinho Sebastião e a consciência ecológica com a preservação e o reflorestamento de diversas áreas da floresta. Atualmente, a Associação foca na captação de recursos para a construção de sua nova sede, na negociação política para a elevação da Vila à categoria de Distrito e na elaboração participativa do Plano Diretor, que terá como consequência o recadastramento dos moradores, a regularização fundiária, o regimento interno, o planejamento viário, a proteção de mananciais etc.



Atualmente, a Associação foca na captação de recursos para a construção de sua nova sede, na negociação política para a elevação da Vila à categoria de Distrito e na elaboração participativa do Plano Diretor, que terá como consequência o recadastramento dos moradores, a regularização fundiária, o regimento interno, o planejamento viário, a proteção de mananciais etc.

A ICEFLU realiza ações socioambientais para potencializar uma transformação para a Nova Era,novo tempo, novo povo, novo sistema. Atualmente, com o apoio do Instituto Nova Era, desenvolve no Céu do Mapiá o programa AmaGaia, em parceria com as instituições locais e a irmandade mundial.



O programa AmaGaia é um conjunto de ações e projetos coordenados que visa fortalecer a sustentabilidade comunitária na Vila Céu do Mapiá (e outras comunidades ligadas à ICEFLU), em suas quatro dimensões: social, econômica, ecológica e cultural, através de uma abordagem integrada.


CEDOC

CENTRO DE DOCUMENTAÇÃO E MEMÓRIA DO SANTO DAIME


O CEDOC é um antigo sonho que agora se torna realidade. O objetivo é coletar todos os acervos disponíveis sobre nossa história e cultura, a fim de manter viva a memória do Santo Daime para as gerações de hoje e amanhã.

cedoc@iceflu.org.br

100.3 Rádio Jagube

Confira nossa programação online

Santo Daime Informa

10 Edição – Santo Daime Informa – Nova Dimensão
Clique aqui para ver.
9° Edição – Santo Daime Informa
Clique aqui para ver.
8° Edição – Nova Dimensão – Santo Daime Informa
Clique aqui para ver.
7° Edição – Nova Dimensão – Santo Daime Informa
Clique aqui para ver.

Carregar mais

Acesso Restrito
Dev by: